MORRE A MEZZO SOPRANO LENICE PRIOLI

Felizmente, eu tive o prazer de ouvir por várias vezes essa grande artista.
Meus sentimentos aos seus familiares.


Faleceu hoje em São Paulo, aos 86 anos, a mezzo soprano Lenice Prioli.
O velório será realizado nesta quinta-feira, 28 de abril, na Funeral Home, à Rua São Carlos do Pinhal, 376, São Paulo a partir das 16hs. O enterro acontece sexta-feira, 29 de abril,  às 11hs no Cemitério da Paz, Rua Dr. Luiz Migliano, 644 - Jardim Morumbi,  São Paulo


Formada pela escola de canto de Madalena Lébeis, diplomada em Canto e Educação Musical pela Academia Mozarteum, destacou-se no cenário musical do Brasil, como recitalista e como solista de grandes obras sinfônicas. Intensamente comprometida com a música brasileira, da qual foi grande divulgadora, apresentou em primeira audição obras dos mais importantes compositores do Brasil, tanto em recitais individuais como em grandes concertos. 
Foi professora na ULM (Universidade Livre de Música) e, nos últimos anos, vinha dedicando-se ao magistério particular na qualidade de mestra, dando sua singular contribuição para o aprimoramento técnico e artístico de toda uma geração de cantores brasileiros. Gravou discos de autores nacionais, como o antológico “O Brasileiro de Sempre” e fez parte da coletânea “Antologia Musical Brasileira”, do Museu da Imagem e do Som – São Paulo. Participou como solista de grandes projetos musicais, apresentando-se à frente das principais orquestras sinfônicas brasileiras, sob a regência de Eleazar de Carvalho, Kurt Mazur e Robert Shaw, entre outros.
Na ópera, destacou-se no papel título da opereta “A Viúva Alegre”, no qual estreou aos 17 anos de idade no Theatro Municipal de São Paulo, destacando-se posteriormente em produções das óperas Lakmé, Soror Angélica, La Vida Breve e outras. Participou de grupos vocais como o “Collegium Musicum” (Roberto Schnorrenberg), Cantoria Ars Sacra (Samuel Kerr), “Madrigal da Orquestra de Câmara” (Ronaldo Bolonha), e “Mestres Cantores de São Paulo”, ao lado de Niza de Castro Tank e Martha Herr.






Comentários

Meizinha disse…
Grande Mestra, grande divulgadora e amante da boa música brasileira. Deixou um grande legado que jamais será esquecido. Meus sentimentos aos familiares.