I SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE MULHERES REGENTES

Somente pode acontecer neste país onde se dá pouco ou nenhum valor à música erudita. Ela não dá IBOPE. Um evento dessa magnitude passou quase  despercebido.
Parabéns Ligia Amadio, você é uma batalhadora!




Nos dias 15 e 16 de outubro aconteceu o I Simpósio Internacional de Mulheres Regentes organizado pela regente Lígia Amadio. Participaram regentes internacionais e de vários estados brasileiros. Participaram maestrinas da Argentina, da Bolívia, do Chile, de Cuba, da Espanha, dos Estados Unidos e do Paraguai. E de brasileiras que estão atuando na Alemanha, nos Estados Unidos, na França e em Portugal. Do Brasil vieram regentes de vários estados: Ceará, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do SulSão Paulo. “O I Simpósio Internacional Mulheres Regentes/ Mujeres Directoras/ Women Conductors foi um imenso sucesso. Congregou maestrinas de todo o Brasil e de diversos países em um movimento de valorização que certamente mudará o cenário profissional da regência,” conta Lígia Amadio.

Na conclusão do simpósio, ficou definido que o grupo se comunicará por fórum até a realização do segundo evento no ano que vem. Cada país terá uma representante que fará eventos em seus países, interligando todas ou por vídeo conferência ou textos posteriores. Quem puder viajar poderá seguir para o país do evento por conta própria como aconteceu com o primeiro. Tudo o que foi debatido ficou registrado em vídeo pelo Música e Sociedade e será disponibilizado em sites e redes sociais. Também serão redigidos textos e disponibilizados para todos. Desde 2015 já existe o site Mulheres Regentes que vem fazendo o cadastro das profissionais e disponibilizando as matérias veiculadas https://mulheresregentes.org/.

Vídeo do evento com entrevistas realizadas pela Música e Sociedade https://youtu.be/sQV71Mkl-5w

O evento foi todo realizado com recursos próprios. Os profissionais participaram por convites e arcaram com os custos de transporte, hospedagem e alimentação. O interesse era buscar soluções para as profissionais por meio de conversas, dividir experiências, procurar caminhos.


Os temas debatidos foram: Reflexões sobre os papéis tradicionais da regência, Desigualdade do mercado de trabalho - Preconceito e discriminaçãoRecentes conquistas das mulheres regentes e melhoria de oportunidades profissionais na última décadaMulheres na culturaEspecificidades relativas às distintas áreas da regênciaJovens Regentes desafios e conquistas Mecanismos e propostas para corrigir a atual situação das Mulheres Regentes no mercado profissional.Nesses dois dias vários profissionais falaram de suas trajetórias, de números da desigualdade, dos espaços de atuação, festivais para aperfeiçoamento, etc.



Alguns dos profissionais que participaram foram: Regentes: Alba Bomfim (Brasil/ Portugal), Alejandra Urrutia (Chile), Andrea Huguenin Botelho (Brasil/ Alemanha), Antonia Joy Wilson (EUA), Claudia Feres, Erica Hindrickson, Isabel Costes (Espanha), Isabela Sekeff, Marin Alsop (USA), Mara Campos, Monica Giardini, Patricia Pouchulu (Argentina), Naomi Munakata, Raquel Maldonado (Bolívia), Vânia Pajares, Yanina Desirée Daniluk (Paraguay) e Yeny Delgado (Cuba/ Argentina). Músicos: Paulo Zuben (Santa Marcelina Cultura) e Sofia Ceccato (Flautista e apresentadora)Historiadora: Cláudia Toni (USP). Jornalistas: Camila Frésca (Musicóloga) e Nelson Rubens Kunze. Radialista: Isabela Pulfer (Fundação Osesp)Cultura: Baby Amorim. Cineastas:Manoela Ziggiatt, Mazé Cintra, Tata Amaral e Viviane Ferreira. Da Prefeitura de São Paulo: Ana Estela Haddad (Primeira-dama), Denise Motta Dau e Maria do Rosario Ramalho.

Assessoria de imprensa
Miriam Bemelmans

miriam@bemelmans.com.br
(11) 3034-4997 e (11) 9 9969-0416
www.bemelmans.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas