II SPHARPFESTIVAL - FESTIVAL INTERNACIONAL DE HARPAS

CCBB São Paulo realiza o II SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas

Músicos com influências da Argentina, Índia, Itália, Japão e Brasil


De 26 a 30 de abril, quarta-feira a domingo, o Centro Cultural Banco do Brasil apresenta o II SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas com vários números musicais durante o dia e um total de 15 apresentações de música popular, folclórica e erudita. Os eventos acontecem no teatro com entrada franca.

Serão vários tipos de harpas: clássica, tripla, koto (japonesa), paraguaia, céltica, santoor (indiana), ngoni, elétrica, yassi e miniharpa.

Entre os destaques internacionais está Duo Arphangeli com harpa céltica e voz, dItália. O grupo pesquisa música celta antiga. E dois argentinosAthy na Harpa elétrica interpretando world harp music, uma mistura de música erudita com a dramaticidade do tango, a medievalidade da música celta, a dissonância da música árabe, a criatividade do jazz e as batidas ritmadas da música eletrônica. Cheio de tatuagens, piercings, arquétipo em uma estética de filmes do Tim Burton, Athybrinca com sua harpa amarrado ao corpo como uma guitarra elétrica original e inovadora. E Dario Andino que toca MPB. 

Com influência japonesa, o Trio Kagurazaka é formado por Shen Ribeiro que toca flauta shakuhachi, Tamie Kitahara que toca koto e shamisen, tradicionais instrumentos de cordas do Japão, e Gabriel Levy no acordeom. Tamie Kitahara é japonesa, migrou para o Brasil em 1955. Em1987, Shen Ribeiro foi morar por vários anos no Japão, onde estudou shakuhachi, instrumento de sopro oriental que vai tocar na apresentação.
O grupo Calidoscopium interpreta um encontro multifacetado entre a música erudita e o rock. Os músicos são Tatiana Henna na harpa, Alan Kaminska no baixo, André Mietto no teclado e Doug Almeida, guitarra.
Vanja Ferreira é graduada em Harpa há UFRJ e fará apresentação com a flautista Lourdes Carvalho.
Marcelo Penido tem mestrado e doutorado em harpa nos Estados Unidos. Ele participou da trilha sonora das novelas "Os Dez Mandamentos" "O Rico e Lázaro" e foi harpista da OSESP. Aline Dríade tem um trabalho com música folclórica.
Nando Araújo Trio toca harpa céltica, viola caipira e rabeca. O grupo interpreta músicas renascentistas e medievais, obras autorais e releituras de canções dos Beatles com arranjos para o seu quarteto, tais como: Eleanor Rigby, Norwegian Wood, All You Need Is Love, Tick To Ride, I Love Her, Across The Universe, entre outras.

A Burning Symphony traz harpas céltica e elétrica, violoncelo e bateria. No repertório muito rock, heavy metal, power metal e metal sinfônico. Dario Andino na harpa paraguaia eCinthia Almeida na voz interpretam música popular brasileira e latino-americanas com canções de Nando Reis, Paulinho da Viola, Beto Guedes, Jorge Vercillo, Marcos Valle, entre outros. Participam com eles o Vento Celta, um grupo de harpa Yassy.

Outro destaque será o grupo NadaBhaktas (Prem Ramam, Gui Cavalcanti e Sita Beatriz) que realizará um concerto meditativo com orações musicais em fusão devocional, mantras, preces e improvisações. O grupo toca santoor (harpa indiana), ngoni (africana), miniharpa e violino.

II SPHarpFestival - CCBB- São Paulo:
26 a 30 de abril, quarta-feira a domingo
Horários das apresentações:
Quarta-feira a sábado: às 13h, 17h e 20h
Domingo: 13h, 15h e 18h
Dia 26 de abril - 4. feira:
13h- Trio Kagurazaka: Shen Ribeiro (flauta shakuhachi), Tamie Kitahara (koto e shamisen e voz) e Emi Kitahara (koto)                                                         
Programa: música brasileira e japonesa do século 18 até a década de 60
17h – Calidoscopium: Tatiana Henna (harpa), Alan Kaminska (baixo), André Mietto (teclado) e Doug Almeida (guitarra)                                              
Programa: música erudita e rock
20h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
 Dia 27 de abril - 5. feira:
13h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
17h – NadaBhaktas: Prem Ramam (santoor, ngoni e miniharpa), Gui Cavalcanti (sintetizadores) e Sita Beatriz (voz)
Programa: Harpas étnicas, mantras clássicos e sonoridades eletrônicas- Índia
20h - Duo Marcelo Penido (harpa) e Aline Driade (canto) – Brasil
Programa: Música clássica e folclórica.
Dia 28 de abril - 6. feira:
13h – Athy (Harpa elétrica) - Argentina
Programa:  world harp music, uma mistura de música erudita com a dramaticidade do tango, a medievalidade da música celta, a dissonância da música árabe, a criatividade do jazz e as batidas ritmadas da música eletrônica.
17h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
20h - Vanja Ferreira (harpa) e Lourdes Carvalho (Flauta) -  Brasil
Programa: música erudita e popular
Dia 29 de abril- Sábado
13h -  NadaBhaktas: Prem Ramam (santoor, ngoni e miniharpa), Gui Cavalcanti (sintetizadores) e Sita Beatriz
Programa: Harpas étnicas, mantras clássicos e sonoridades eletrônicas- Índia
17h - Burning Symphony: Jonathan Faganello (Harpa), Pedro Bortolin (Violoncelo) e Celso Lazzarini (Flauta)Programa: Rock, Heavy Metal, Power Metal e Metal Sinfônico
Iron Maiden: Fear of the dark, The Wicker man, blood brothers
20h - Nando Araujo Trio: Nando Araujo (Harpa céltica), José Gustavo (viola caipira) e Sara Sesca (rabeca) - Brasil
Programa: músicas renascentistas e medievais, obras autorais e releituras de canções dos Beatles com arranjos para o seu quarteto
Dia 30 de abril- Domingo
13h - Duo Dario Andino (Harpa) e Cinthia Almeida (Voz). Convidados: Vento Celta/ Grupo de Harpa Yassy - Argentina/Brasil
Programa: Música Popular Brasileira
15h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
18h - Athy (Harpa elétrica) - Argentina
Programa:  world harp music, uma mistura de música erudita com a dramaticidade do tango, a medievalidade da música celta, a dissonância da música árabe, a criatividade do jazz e as batidas ritmadas da música eletrônica.

Serviço:

II SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas
26 a 30 de abril, quarta-feira a domingo
Horários das apresentações:
Quarta-feira a sábado: às 13h, 17h e 20h
Domingo: 13h, 15h e 18h
Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 - Centro
CEP: 01012-000 | São Paulo (SP)
Fone: (11) 3113-3651/3652
Funcionamento: quarta a segunda, das 9h às 21h
Classificação indicativa: livre
Entrada Franca

Acesso e facilidades para deficientes físicos // Ar-condicionado // Cafeteria Cafezal //
Estacionamento conveniado:
Estapar Estacionamentos - Rua Santo Amaro, 272 - R$ 15,00 pelo período de 5 horas. Necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB. Transporte gratuito até as proximidades do CCBB - embarque e desembarque na Rua Santo Amaro, 272 e na Rua da Quitanda, próximo ao CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República.


Comentários

Postagens mais visitadas