Pular para o conteúdo principal

II SPHARPFESTIVAL - FESTIVAL INTERNACIONAL DE HARPAS

CCBB São Paulo realiza o II SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas

Músicos com influências da Argentina, Índia, Itália, Japão e Brasil


De 26 a 30 de abril, quarta-feira a domingo, o Centro Cultural Banco do Brasil apresenta o II SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas com vários números musicais durante o dia e um total de 15 apresentações de música popular, folclórica e erudita. Os eventos acontecem no teatro com entrada franca.

Serão vários tipos de harpas: clássica, tripla, koto (japonesa), paraguaia, céltica, santoor (indiana), ngoni, elétrica, yassi e miniharpa.

Entre os destaques internacionais está Duo Arphangeli com harpa céltica e voz, dItália. O grupo pesquisa música celta antiga. E dois argentinosAthy na Harpa elétrica interpretando world harp music, uma mistura de música erudita com a dramaticidade do tango, a medievalidade da música celta, a dissonância da música árabe, a criatividade do jazz e as batidas ritmadas da música eletrônica. Cheio de tatuagens, piercings, arquétipo em uma estética de filmes do Tim Burton, Athybrinca com sua harpa amarrado ao corpo como uma guitarra elétrica original e inovadora. E Dario Andino que toca MPB. 

Com influência japonesa, o Trio Kagurazaka é formado por Shen Ribeiro que toca flauta shakuhachi, Tamie Kitahara que toca koto e shamisen, tradicionais instrumentos de cordas do Japão, e Gabriel Levy no acordeom. Tamie Kitahara é japonesa, migrou para o Brasil em 1955. Em1987, Shen Ribeiro foi morar por vários anos no Japão, onde estudou shakuhachi, instrumento de sopro oriental que vai tocar na apresentação.
O grupo Calidoscopium interpreta um encontro multifacetado entre a música erudita e o rock. Os músicos são Tatiana Henna na harpa, Alan Kaminska no baixo, André Mietto no teclado e Doug Almeida, guitarra.
Vanja Ferreira é graduada em Harpa há UFRJ e fará apresentação com a flautista Lourdes Carvalho.
Marcelo Penido tem mestrado e doutorado em harpa nos Estados Unidos. Ele participou da trilha sonora das novelas "Os Dez Mandamentos" "O Rico e Lázaro" e foi harpista da OSESP. Aline Dríade tem um trabalho com música folclórica.
Nando Araújo Trio toca harpa céltica, viola caipira e rabeca. O grupo interpreta músicas renascentistas e medievais, obras autorais e releituras de canções dos Beatles com arranjos para o seu quarteto, tais como: Eleanor Rigby, Norwegian Wood, All You Need Is Love, Tick To Ride, I Love Her, Across The Universe, entre outras.

A Burning Symphony traz harpas céltica e elétrica, violoncelo e bateria. No repertório muito rock, heavy metal, power metal e metal sinfônico. Dario Andino na harpa paraguaia eCinthia Almeida na voz interpretam música popular brasileira e latino-americanas com canções de Nando Reis, Paulinho da Viola, Beto Guedes, Jorge Vercillo, Marcos Valle, entre outros. Participam com eles o Vento Celta, um grupo de harpa Yassy.

Outro destaque será o grupo NadaBhaktas (Prem Ramam, Gui Cavalcanti e Sita Beatriz) que realizará um concerto meditativo com orações musicais em fusão devocional, mantras, preces e improvisações. O grupo toca santoor (harpa indiana), ngoni (africana), miniharpa e violino.

II SPHarpFestival - CCBB- São Paulo:
26 a 30 de abril, quarta-feira a domingo
Horários das apresentações:
Quarta-feira a sábado: às 13h, 17h e 20h
Domingo: 13h, 15h e 18h
Dia 26 de abril - 4. feira:
13h- Trio Kagurazaka: Shen Ribeiro (flauta shakuhachi), Tamie Kitahara (koto e shamisen e voz) e Emi Kitahara (koto)                                                         
Programa: música brasileira e japonesa do século 18 até a década de 60
17h – Calidoscopium: Tatiana Henna (harpa), Alan Kaminska (baixo), André Mietto (teclado) e Doug Almeida (guitarra)                                              
Programa: música erudita e rock
20h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
 Dia 27 de abril - 5. feira:
13h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
17h – NadaBhaktas: Prem Ramam (santoor, ngoni e miniharpa), Gui Cavalcanti (sintetizadores) e Sita Beatriz (voz)
Programa: Harpas étnicas, mantras clássicos e sonoridades eletrônicas- Índia
20h - Duo Marcelo Penido (harpa) e Aline Driade (canto) – Brasil
Programa: Música clássica e folclórica.
Dia 28 de abril - 6. feira:
13h – Athy (Harpa elétrica) - Argentina
Programa:  world harp music, uma mistura de música erudita com a dramaticidade do tango, a medievalidade da música celta, a dissonância da música árabe, a criatividade do jazz e as batidas ritmadas da música eletrônica.
17h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
20h - Vanja Ferreira (harpa) e Lourdes Carvalho (Flauta) -  Brasil
Programa: música erudita e popular
Dia 29 de abril- Sábado
13h -  NadaBhaktas: Prem Ramam (santoor, ngoni e miniharpa), Gui Cavalcanti (sintetizadores) e Sita Beatriz
Programa: Harpas étnicas, mantras clássicos e sonoridades eletrônicas- Índia
17h - Burning Symphony: Jonathan Faganello (Harpa), Pedro Bortolin (Violoncelo) e Celso Lazzarini (Flauta)Programa: Rock, Heavy Metal, Power Metal e Metal Sinfônico
Iron Maiden: Fear of the dark, The Wicker man, blood brothers
20h - Nando Araujo Trio: Nando Araujo (Harpa céltica), José Gustavo (viola caipira) e Sara Sesca (rabeca) - Brasil
Programa: músicas renascentistas e medievais, obras autorais e releituras de canções dos Beatles com arranjos para o seu quarteto
Dia 30 de abril- Domingo
13h - Duo Dario Andino (Harpa) e Cinthia Almeida (Voz). Convidados: Vento Celta/ Grupo de Harpa Yassy - Argentina/Brasil
Programa: Música Popular Brasileira
15h - Duo Arphangeli: Enrico Euron (Harpa Céltica) e Anne Gaelle Cuif (Voz) – Itália
Programa: canções da tradição irlandesa e escocesa dos séculos XVIII e XIX, dos harpistas irlandeses dos séculos XVII-XVIII e irlandesas tradicionais de amor, luta e fé
18h - Athy (Harpa elétrica) - Argentina
Programa:  world harp music, uma mistura de música erudita com a dramaticidade do tango, a medievalidade da música celta, a dissonância da música árabe, a criatividade do jazz e as batidas ritmadas da música eletrônica.

Serviço:

II SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas
26 a 30 de abril, quarta-feira a domingo
Horários das apresentações:
Quarta-feira a sábado: às 13h, 17h e 20h
Domingo: 13h, 15h e 18h
Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112 - Centro
CEP: 01012-000 | São Paulo (SP)
Fone: (11) 3113-3651/3652
Funcionamento: quarta a segunda, das 9h às 21h
Classificação indicativa: livre
Entrada Franca

Acesso e facilidades para deficientes físicos // Ar-condicionado // Cafeteria Cafezal //
Estacionamento conveniado:
Estapar Estacionamentos - Rua Santo Amaro, 272 - R$ 15,00 pelo período de 5 horas. Necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB. Transporte gratuito até as proximidades do CCBB - embarque e desembarque na Rua Santo Amaro, 272 e na Rua da Quitanda, próximo ao CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Scarlatti Prokofiev Rachmaninov DANIIL TRIFONOV

Liszt Tchaikovsky HD

Rimsky Korsakov Stravinsky HD